Círculo Vicioso

Círculo Vicioso

O meu desejo por ti não se mede em quantidade,
Nem por extensão finita, que não é bem este o caso,
Não é algo de estalo, que aconteça por acaso;
O meu desejo por ti transcende a realidade.

O meu desejo por ti não tem fim, não tem começo,
É mistura inexplicável de inferno e paraíso,
É sentir num mesmo rosto o pranto e o sorriso;
De valor inigualável, meu desejo não tem preço.

Tento em vão compreender esse mistério instigante
Que me leva a te querer mais e mais a cada instante,
Que não cessa na carícia, no abraço ou no beijo,

Turbilhão de sensações, febril processo amoroso,
Fenômeno que só se explica como um círculo vicioso:
Pois quanto mais eu te tenho mais aumenta o meu desejo.

Oriza Martins